quinta-feira, 29 de junho de 2017

4 fases

Um breve histórico do forró moderno

Ronaldo Magella 29/06/2017

Faço aqui nesse texto um breve histórico do forró, dos anos de 1990 pra cá, quando o forró tradicional perdeu espaço para o forró, chamado, digamos, moderno, eletrônico.

No inicio dos anos de 1990 explodiu o chamado forró eletrônico, com guitarras, em predominância, mas com letras ainda voltadas para temas nordestinos, é dessa época que surgem bandas como Mastruz Com Leite, Mel Com Terra, Cavalo de Pau, Rita de Cássia, Redondo e Banda Som do Norte, Capital do Sol, Brucelose, Caviar Com Rapadura, Banda Líbanos, Forró Saborear, e tantas outras na época, que invadiram o cenário nordestino, com sua gênese no Ceará.

É nesse contexto que nasce a Oxe Music, como foi chamado o movimento, com uma forte cadeia de rádios para propagar o novo estilo e consolidar bandas, nomes. Esse forró tinha como linha temas urbanos, e, mais eletrônico do que o forró tradicional, sem o zabumba e o triângulo, o novo forró era feito pra jovens urbanos das capitais do Nordeste.

Se antes o forró vinha do interior pra capital, agora o percurso muda, ele nasce na capital, com uma nova roupagem e vai pra o interior, tomar conta das festas juninas.

Continua o estilo, muda o tema, começa a era do forró romântico, aqui nascem bandas como Limão Com Mel, Magníficos, Calcinha Preta, Moleca Sem Vergonha, Brasas do Forró, Collo de Menina, é um forró mais lento, com letras doces e gemidos nas canções, e também grandes shows no palco, com dançarinos, coreografias, como eram os shows da Banda Magnífico, da Banda Limão Com Mel.

Na terceira fase do forró, a pancada é maior, nada de guitarras, nada de amor romântico, nasce a era dos palavrões, da putaria, do final de semana, dos paredões, do whisky, das novinhas, com forte predominância para o som da bateria em detrimentos de outros instrumentos, e das percussões, quase o fim, da safona, agora é a vez das bandas Aviões do Forró, Garota Safada, Solteirões do Forró, Saia Rodada.

Esse estilo é pra jovens com seus paradões de som potente, suas letras falam de aproveitar o final de semana, curtir a pegação, beber até cair, com diz uma letras, “beber, cair e levantar”. Nessa fase o ritmo da música é mais veloz, agitado, feita pra ser dançada sozinha, como se se estivesse numa boate, numa rave. 

Agora, na atualidade, nesta fase do forró atual, como aconteceu com a Axé Music, parece que a era das bandas está passando e começando a era dos cantores, Wesley Safadão, Gabriel Diniz, Márcia Felipe, Mano Walter, entre outros que estão seguindo carreira solo, como aconteceu na Bahia, quando as bandas perderam espaço e o individualismo surgiu como protagonista para os cantores das bandas que já faziam sucesso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário